terça-feira, 5 de junho de 2018

Conheça a cervejaria BOLD BREWING!!!


Muito tempo sem postar por aqui, mas pelo menos trago uma novidade fantastica para compartilhar.

No começo do mês de maio, uma nova cervejaria deu as caras pelo Brasil.

Rodrigo Campos, já está nessa brincadeira de cerveja artesanal há um bom tempo. Ele é o autor do blog Para Que VoCerveja, no ar desde 2008. E vem dessa época também o interesse de Rodrigo em fazer cerveja em casa.

A paixão pelo homebrew passou por cima da paixão por escrever, e o Rodrigo logo se tornou um dos cervejeiros caseiros mais renomados do país, abocanhando medalhas em tudo que foi campeonato por aí. Também começou a ministrar cursos sobre produção em Fortaleza, cidade onde reside.

Tal talento não poderia resultar em outra coisa a não ser entrar oficialmente no mercado de cervejas para que todos nós humildes seres humanos, pudéssemos provar as receitas de Rodrigo. E assim surgiu a BOLD BREWING.

O nome Bold (ousado em inglês) foi estratégico, pois o objetivo deles é justamente ousar a ponto de cada cerveja ser uma verdadeira experiência de sabores, uma ousadia, mas não confundir com exageros. Rodrigo preza muito pela prazer em se beber uma cerveja e pelo equilíbrio que esta deva ter.

A Cervejaria chega ao mercado com dois rótulos, os dois que foram mais premiados até então. Vamos a eles:
Bold Vermont Juicy IPA: Como o próprio nome já diz, essa cervejaé uma homenagem a Vermont, estado norte americano, onde nasceu esse estilo de IPAs, as chamadas New England IPAs ou Juicy IPAs. O exemplar da Bold é incrível. Carregado de frutas cítricas e tropicais no aroma e sabor, sem nenhum harsh (qualidade de amargor que arranha um pouco a garganta) no final do gole. Para alguns ela deixou a desejar na falta do “haziness” (turbidez). Não me incomoda, o que mais encontro por aï são NEs estupidamente turvas que me queimam a garganta a cada gole. 

Bold Psychedelic Weisse: Trata-se de uma Berliner Weisse com pitaya vermelha e goiaba. Essa talvez seja a cerveja de coloração mais incrível que eu já vi na vida. Mas não se engane, ela também apresenta sabor e aroma fantásticos. Super intensa, com acidez na medida e apenas 3.6%abv. Para beber de balde.


Só posso dizer uma coisa a vocês. Corram atrás dessas cervejas e de todas as outras que a BOLD vier a lançar. Quando uma pessoa que tem a mão para fazer cerveja dá as caras, a gente saca rapidinho!

Um abraço.


OPA! Já ia esquecendo, agora estamos também no instagram, segue lá: @panelademalte

terça-feira, 27 de fevereiro de 2018

Sexta Edição do Segunda Para Cura Do Cão Acontece no Cão Véio Tatuapé


Segunda que vem (05/03) tem a sexta edição do Cura Pra Segunda Do Cão, desta vez pela primeira vez no Cão Véio Tatuapé, casa que abriu em janeiro deste ano. O evento é uma parceria do restaurante com a Get Cervejas Especiaisonde pratos da casa são harmonizados com cervejas do portfólio da importadora, a bola da vez é a Inglesa Adnams. O evento terá 04 pratos, todos acompanhados de uma cerveja diferente e apresentados pelo Sommelier Riccelli Adriel.

O custo do evento é 135,00 reais + serviço.

Dia 05/03 às 20 horas. (também conhecido como oito da noite)

Para mais informações e reservas 👉👉👉 (011) 2373-3310

Apenas 40 lugares! 👀

Fotos dos pratos na ordem de serviço. 

SALADA DOBERMAN com ADNAMS DRY HOPED LAGER.

BULLDOG INGLES com ADNAMS CRYSTAL RYE IPA
MASTIM com ADNAMS BLACKSHORE STOUT
VAGABUNDO com ADNAMS BROADSIDE (prato exclusivo do evento)
É isso! Que jeito de começar a semanola em!

Grande abraço! 



terça-feira, 20 de fevereiro de 2018

Novidades da Cervejaria Adnams chegam ao Brasil.


A cervejaria inglesa Adnams começa 2018 mandando duas cervejas novas para o Brasil. 

A WILD HOP é uma Amber Ale feita com lúpulos selvagens. Na realidade, a maioria dos ingredientes utilizados nessa cerveja são cultivados dentro da Adnams. Devido a variação que o lúpulo sofre ano apos ano, essa cerveja não apresenta consistência de produto. Mas é muito interessante prova-la, pois ela traz um perfil sensorial bem diferente e que realmente remete a algo selvagem.

Já a FLAT WHITE PORTER é uma Porter que leva ​o famoso café colombiano Taylors of Horrogate. Após a fervura do mosto, ele circula pelos grãos de café, extraindo um sabor mais frutado e menos torrado e consequentemente trazendo menos amargor. Tem bastante café no aroma e sabor junto do frutado, o corpo tem certa cremosidade que eleva a degustação. Bela cerveja. Flat White significa algo como cold brew que é a extração a frio do café.

A Adnams é distribuída no país pela Get Cervejas Especiais desde 2015 e ganhou reconhecimento por aqui com a chegada da cerveja Ghost Ship, uma English Pale Ale perfeita que podemos encontrar a preços módicos.

Além da Wild Hop e da Flat White Porter no começo do ano duas outras cervejas vieram pela primeira vez pro Brasil, a Clementine Pale Ale e a BlackShore Stout.

A BLACKSHORE STOUT tem como proposta relembrar com as primeiras stouts eram feitas na Inglaterra. Cervejas leves e de fácil drinkability. ​Tem 4,2%abv, Leve toffee, café, toque de fruta passa. Super leve, gostosa, nada doce, toquezinho de acidez no fim do gole e pra melhorar a lata de 450 ml custa só 16 reais.
A CLEMENTINE PALE ALE leva suco de tangerina na fervura e dry hop do lúpulo  Mandarina Bavária. Tem um dulçor presente e leve acidez no fim do gole, é diferente, mas achei um tanto enjoativa, a mexerica fica persiste ao fim do gole. 

Completando a linha de Adnams disponível no Brasil neste começo de ano temos: Dry Hopped Lager, Mosaic Pale Ale, Ease Up IPA e a Crystal Rye IPA.

Para finalizar a degustação fomos agraciados com uma harmonização fantástica, Adnams Broadside com Lamb Pie. Carne cordeiro cozinhada por horas e horas na própria cerveja.


Grande Abraço e Boa Bebedeira.